quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Se falta algo em La Masía, são...


Avançados. A eleição de Xavi, Iniesta e Messi como os três melhores jogadores do mundo de 2010 serviu como o reconhecimento final à cantera do Barcelona. La Masía, centro de formação do clube catalão, produziu nas últimas décadas alguns dos melhores futebolistas que, não só serviram para o crescimento dos culé, como foram cruciais para o crescente domínio espanhol no panorama mundial. A filial da primeira equipa já forneceu defesas (Piqué, Bartra...), centrocampistas (Busquets, Thiago...), extremos (Messi, Pedro...). mas...e avançados?!

A média de idades dos seis homens que compõe a frente de ataque do plantel da filial do Barcelona é de 23,33 anos, quase três a mais do restante conjunto secundário (20,4). A diferença é demonstrativa da dificuldade que o clube sente para encontrar, em idades de formação, jogadores que sirvam para a posição "9". O problema foi resolvido nos últimos anos contratando jogadores mais experimentados e, por isso, mais velhos que os restantes. Só Bojan logrou subir à primeira equipa, mas a sua participação não é mais que irregular.

Rochina (19 anos): O mais jovem dos seis, mas o que mais tempo leva nos escalões de formação azul e grená. É O terceiro avançado mais utilizado por Luís Enrique. Em 13 aparições esta época, apontou 2 golos. Neste mercado de inverno correu o rumor de que o Blackburn estava interessado em contar com os seus serviços.

Benja (24 anos): O Barça contratou-o ao Réus, depois de ter estado ligado a outra equipas catalãs, Espanyol incluído. 6 jogos completos e apenas 1 golo.

Sául Berjón (24 anos): Um dos reforços para a corrente temporada. Chegado do Las Palmas, onde era indiscutível, apesar de apenas contar com 8 golos em 64 partidas.

Jonathan Soriano (25 anos): Deu o salto do Albacete para o Barcelona Athletic em 09/10. É um avançado formado no Espanyol, mas foi na equipa da 2.ª divisão espanhola que se mostrou. Tem, esta temporada, um golo a cada 125 minutos (10g em 16j).

Nolito (24 anos): É aquele que mais minutos tem na filial. Jogador habilidoso que chegou a Barcelona em Julho de 2008, proveniente do Écija. Segundo máximo goleador da equipa - 7 golos em 19 jogos - acaba contrato em Junho, e a sua partida é mais que ponto assente, tendo inclusive rejeitado uma proposta de renovação e a promessa de subir à equipa principal.

Edu Oriol (24 anos): Chegou em 2009 procedente do St. Andreau. Em 11 jogos marcou um golo. Com 1,74m, é um avançado demasiado pequeno em tamanho e talento quando a intenção é o fabrico de "noves puros".

A busca por esse 9, dizem, já começou.

Porque não consegue o Barça exportar avançados, o típico 9, para a primeira equipa? A que se deverá esta discrepância em relação a outras posições? Vê algum jovem valor que pudesse ser trabalhado nesta autêntica fábrica de bom futebol?

José Borges

1 comentário:

Miguel disse...

Já decorre nova votação no nosso site.Desta vez perguntamos qual é o jogador que mais o tem surpreendido esta época e contamos com o seu voto pa nos ajudar a chegar aos 250.

http://imperiofutebolistico.blogspot.com/